clareamento dental

Clareamento Dental: 17 dúvidas mais frequentes respondidas nesse guia completo!

Quer ter aquele sorriso bonito e cativante? O Clareamento Dental é o procedimento que você estava procurando! 

Nos últimos anos, com a chegada de novas técnicas e a expansão das clínicas odontológicas pelo país, a procura por esse tipo de tratamento cresceu muito. Celebridades, influenciadores digitais e até mesmo anônimos: agora, qualquer pessoa pode ter dentes brancos e bonitos! 

Aliás, se você busca por um dentista em Ceilândia, saiba que a Realize Sorrisos está pronta para atendê-lo com qualidade e eficiência.

Neste guia sobre o tema, selecionamos as 17 dúvidas mais comuns dos pacientes e trouxemos respostas claras e confiáveis. Confira!

1. O que é Clareamento Dental?

O Clareamento Dental é um procedimento que utiliza produtos à base de peróxido de hidrogênio. Ao entrar em contato com os dentes, um processo químico quebra as partículas pigmentadas em moléculas menores até que eles fiquem mais claros.

Em outras palavras, estamos falando de um procedimento estético odontológico capaz de recuperar a cor original da arcada dentária

Ele é indicado para pacientes que se incomodam com a cor de seus dentes. Isso porque, ao longo da vida, é comum que eles se tornem mais amarelados e adquiram manchas causadas por alimentos, como café e açaí.

Lembrando que, mesmo sendo um procedimento descomplicado, o acompanhamento de profissionais qualificados é indispensável para o sucesso do processo. Afinal, somente um dentista pode avaliar o paciente e indicar o melhor tratamento.

2. Como funciona o Clareamento Dental?

Se você conhece alguém que já fez um clareamento dental, deve ter visto como o resultado é incrível. A verdade é que o procedimento entrega muito além do que dentes mais brancos, pois eleva a autoestima e faz o paciente sorrir mais.

Mas como será que ele funciona? Em primeiro lugar, você precisa saber que o resulto é obtido graças às reações químicas. Não é mágica, tampouco achismos: a tecnologia é fruto da ciência e muitos estudos — por isso, não corra o risco de danificar seus dentes com receitas caseiras!

O que acontece é que o gel aplicado diretamente na arcada dentária reage e quebra as moléculas de pigmento. Como elas são transformadas em minúsculas partículas, o sorriso fica mais branco e harmônico.

Como dissemos, o gel é fabricado à base de peróxido de hidrogênio ou carbamina. Quem decide qual desses produtos usar é o seu dentista, afinal ele precisa avaliar cada caso e definir o tratamento ideal.

3. Qualquer pessoa pode fazer clareamento dental?

Todo mundo concorda que dentes amarelados e manchados prejudicam a harmonia de um sorriso, não é mesmo? No entanto, algumas pessoas não podem fazer clareamento dental.

Em algumas situações bem específicas, o procedimento não é o mais indicado. Nesse caso, busca-se proteger a arcada dentária e evitar danos e prejuízos mais severos. Confira!

Menores de 16 anos

Em regra, os dentistas indicam o clareamento para pacientes com idade acima de 16 anos. Então, se você tem menos que isso, segure a ansiedade e tome os cuidados necessários para não piorar as manchas e o amarelado dos dentes até atingir a idade.

E a arcada dentária com muitas restaurações?

Pessoas com muitas restaurações nos dentes podem fazer clareamento dental. No entanto, é preciso deixar claro que o produto não reage com a resina, o que pode afetar a uniformidade do sorriso.

Nesse caso, após o fim do tratamento, basta trocar as restaurações antigas por outras novas e na tonalidade ideal. Com isso, os resultados são tão satisfatórios quanto no caso de quem não tem qualquer restauração.

4. É seguro fazer clareamento nos dentes?

Será que é seguro fazer clareamento nos dentes? Se essa é uma de suas dúvidas, não precisa se preocupar! O tratamento não gera riscos à saúde, visto que os produtos utilizados não causam danos à gengiva ou à arcada dentária.

Cientistas, dentistas e pesquisadores estão há anos trabalhando para desenvolver métodos e tecnologias a favor de procedimentos odontológicos. O clareamento é um grande exemplo de como os resultados são eficazes e seguros.

No entanto, é válido destacar que seu sucesso e segurança só são garantidos quando um dentista qualificado conduz o processo. Ele tem o conhecimento, a técnica e os materiais necessários para fazer tudo dar certo.

Portanto, antes de tudo, tenha a certeza de que escolheu uma boa clínica odontológica e não deixe de perguntar se os produtos utilizados foram clinicamente testados e são de boa procedência.

5. Quantas vezes pode fazer clareamento nos dentes?

Na busca pelo sorriso perfeito, alguns cuidados devem ser tomados. Em relação ao clareamento dental, é preciso entender que existe um limite de sessões a serem realizadas. Respeitar essa orientação é essencial para a saúde bucal.

A ideia de que quanto mais sessões fizer, mais brancos seus dentes ficarão é um mito! O ideal é que o paciente faça entre 2 e 4 sessões. Além disso, é preciso respeitar um intervalo de uma semana entre elas.

Essa pausa é importante para proteger a estrutura dental e o esmalte do dente. Daí a necessidade de ser acompanhado por um profissional capacitado e com experiência nesse tipo de tratamento.

6. Quantos dias para fazer clareamento nos dentes?

Em quanto tempo é possível ver os resultados do clareamento dental? Se essa é uma de suas dúvidas, é importante entender que a duração do tratamento depende da técnica escolhida.

No caso do clareamento a laser, o paciente já consegue visualizar um sorriso mais branco e bonito após uma ou duas sessões. 

Já no caso do clareamento no consultório sem laser ou em casa, é necessário de três a quatro semanas para se atingir o resultado esperado.  

7. Quais os tipos de clareamento existem?

Com o passar dos anos, o desgaste do esmalte do dente gera o seu escurecimento e amarelamento. Isso ocorre porque a dentina — tecido mais profundo e que determina a sua coloração — acaba se tornando mais visível.

Mas não há com o que se preocupar! O problema é reversível e pode ser enfrentado de duas formas diferentes. Lembrando que ambos precisam de supervisão e orientação de um cirurgião dentista.

Clareamento no consultório

O clareamento no consultório é muito mais eficaz do que o realizado em casa e deve ser conduzido com muita cautela por um profissional especializado. Para isso, ele utilizará produtos com peróxido de hidrogênio, com ou sem o uso de laser.

Clareamento em casa

A segunda opção é um clareamento em casa. Nesse caso, o seu dentista confecciona uma moldeira personalizada para a sua arcada dentária e te entrega um gel com a concentração adequada para cada tratamento.

É preciso seguir as orientações e realizar um acompanhamento semanal do progresso. O interessante é que é possível utilizar o produto até mesmo enquanto dorme.

8. Qual é o melhor tipo de clareamento dental?

Muitas pessoas não são satisfeitas com o próprio sorriso e isso acaba gerando impactos em sua autoestima e em seus relacionamentos pessoais e profissionais. Porém, esse é um problema que pode ser solucionado com o procedimento certo.

Após conhecer os tipos de clareamento dental, você pode estar se perguntando: qual deles é o melhor? Para se chegar a uma conclusão, alguns fatores devem ser considerados, como:

  • Problemas com sensibilidade nos dentes;
  • Idade e dieta do paciente;
  • Presença de retração gengival;
  • Uso de próteses dentárias;
  • Tempo disponível para o tratamento;
  • Necessidade de resultados mais rápidos;
  • Escurecimento por doenças congênitas.
  • Valor a ser investido.

Se o paciente já tem um histórico de sensibilidade, talvez seja interessante aderir ao procedimento em casa. Isso porque, em alguns casos, o laser pode causar esse efeito colateral — lembrando que o problema é transitório.

Sobre o tempo disponível para o tratamento e a necessidade de um resultado mais rápido, o clareamento a laser é uma opção mais interessante, capaz de deixar seus dentes mais brancos em poucas sessões.

Por fim, o custo final do tratamento também deve ser avaliado. O importante é saber que existem métodos para todos os bolsos e você não precisa viver insatisfeito com o seu sorriso.

Escute o seu dentista!

Todos os fatores apresentados acima serão avaliados pelo seu dentista. Exatamente por isso, precisamos destacar o quanto ele é importante para a escolha do procedimento ideal.

Não existe uma resposta pronta e cada caso demanda uma intervenção distinta. Em resumo, somente um profissional é capaz de avaliar o grau de clareamento que você precisa e a técnica mais adequada à sua realidade.

9. O que não se deve comer durante o tratamento?

Seja qual for o tipo de clareamento escolhido, é preciso seguir à risca as orientações do profissional responsável pelo seu tratamento. Algumas regras são básicas e garantem os bons resultados!

Existe uma lista de alimentos que devem ser evitados nesse período. Eles têm muitos pigmentos e podem provocar ainda mais manchas e amarelamento dos dentes, gerando frustrações e mais gastos para correção.

Ao procurar o dentista e iniciar as sessões de clareamento (em casa ou no consultório), você será apresentado a uma lista de alimentos não recomendados. Anote aí para não se esquecer:

  • Molho de tomate;
  • Bebidas alcoólicas com cores fortes;
  • Refrigerante de cola;
  • Iogurtes com corantes;
  • Café e vinho;
  • Sucos de uva ou de frutas ácidas;
  • Açaí;
  • Beterraba.

Além desses alimentos, adotar hábitos de vida saudáveis podem te ajudar ainda mais. Afinal, algumas práticas são prejudiciais aos dentes e devem ser evitadas no dia a dia.

O mais importante deles, sem dúvidas, é o fumo. O cigarro está repleto de substâncias capazes de amarelar seus dentes. Durante o clareamento, eles ficam mais expostos e essas substâncias podem penetrar com mais facilidade.

10. Quanto tempo depois do clareamento pode voltar a comer?

Se você adora café, vinho, açaí ou outro alimento proibido durante o tratamento, deve estar se perguntando: quanto tempo depois do clareamento posso voltar a comê-los?

A boa notícia é que você não precisa se preocupar, pois as restrições de dieta são mais rígidas nas primeiras 48 horas após o procedimento. Depois disso, é possível retornar aos seus hábitos alimentares, porém com alguns cuidados especiais.

No caso de algumas bebidas, o canudinho pode ser seu grande aliado. Para os demais alimentos, basta fazer uma boa higiene bucal após a refeição e, claro, não se esquecer das visitas ao dentista.

Além disso, existem alimentos que são capazes de reduzir a concentração de bactérias na boca e manter sua arcada dentária limpa. Já existem estudos que comprovam que eles são benéficos para a saúde bucal, protegendo o esmalte dos dentes. Confira alguns deles:

  • Água — a água reduz a acidez na boca e reduz a quantidade de bactérias;
  • Laranja, acerola e limão — aumentam a salivação e limpam os dentes;
  • Queijo e leite — reduzem a acidez e protegem o esmalte dos dentes.

Enfim, não é preciso excluir nenhum alimento da sua vida. Na verdade, é possível comer normalmente, apenas redobrando a atenção com a escovação e agindo com bom senso. Afinal, você não quer perder o sorriso conquistado, não é mesmo?

11. Pode dormir com o molde de clareador dental?

Como já dissemos, o clareamento dental caseiro é feito por meio de um molde que o paciente leva para casa, juntamente com o gel clareador. Por isso, é muito comum que surjam dúvidas sobre a maneira correta de usá-los.

Será que é possível dormir com o dispositivo para facilitar o tratamento? Nesse caso, precisamos entender que ele deve ser usado por, em média, 4 horas por dia.

Sabendo disso, podemos afirmar que não existe impedimento para dormir com a moldeira. No entanto, é preciso tomar cuidado para não exceder o limite de tempo indicado pelo seu dentista.

Extrapolar esse período, além de não acelerar seus resultados, pode aumentar a sensibilidade. O mais importante é tirar todas as suas dúvidas e seguir as orientações recebidas dentro do consultório.

12. O que não pode comer após o clareamento dental?

E depois de terminar o tratamento, existe algum alimento que não se pode comer? Agora que você já está com dentes mais brancos, é fundamental ser cuidadoso. Aliás, a manutenção do resultado depende muito dos seus novos hábitos.

Como já destacamos, não existe uma lista de alimentos proibidos após o clareamento dental. O procedimento é uma alternativa para quem sonha com um sorriso mais bonito e harmônico, mas não pode impactar sua vida para sempre, não é mesmo?

Em resumo, podemos falar em alimentos que devem ser evitados. Isso significa que, se possível, você deve reduzir o seu consumo e tomar mais cuidado quando os ingerir, sempre protegendo seus dentes.

E quais seriam esses produtos? A lista é basicamente a mesma indicada anteriormente. Ou seja, após o tratamento, continue com os mesmos cuidados e bons hábitos adquiridos durante o procedimento.

Evite ou reduza o consumo de itens com alta concentração de pigmentos, como café, beterraba, chás escuros, suco de uva, molho inglês e vinho tinto.

Vale destacar que, nos primeiros dias após o procedimento, é interessante eliminar por completo esses alimentos. Essa limitação é essencial para assegurar seus resultados, uma vez que os dentes ainda estão sensíveis e propensos a manchar com mais facilidade. 

13. O que você pode comer durante o clareamento dental?

Durante esse período, você pode investir em uma alimentação mais saudável e natural. Assim, além de cuidar da estética do seu sorriso, você ainda melhora sua saúde como um todo. Anote algumas boas opções:

  • Carne de frango e peixe branco;
  • Queijos brancos e mais leves;
  • Batatas;
  • Leite com pouca gordura;
  • Folhas e vegetais.

Ao final de cada refeição, não se esqueça de escovar os dentes e usar o fio dental. Seguindo essas dicas, o resultado do seu clareamento dental será prolongado.

14. Pode beber cerveja durante o clareamento dental?

Uma grande parcela da população brasileira tem o hábito de consumir cerveja. Ela faz parte da rotina das pessoas, especialmente nos finais de semana. E você, está na lista de quem adora essa bebida?

Se a resposta for sim, é provável que esteja com dúvidas e receio sobre a necessidade de interromper o consumo durante o clareamento dental. No entanto, não existe indicação para isso.

A cerveja não mancha os dentes. Na verdade, ela tem propriedades ácidas, o que pode deixar os dentes mais sensíveis a manchas causadas pela cevada e o malte — principalmente nas mais escuras. 

Sendo assim, você pode continuar a beber cerveja durante o tratamento. Porém, é interessante controlar esse consumo e fazer uma escovação adequada após o episódio. Esses simples cuidados já ajudam a amenizar o problema. 

15. Dentes sensíveis podem fazer clareamento?

A sensibilidade dentária é um problema causado pela exposição da parte mais macia e interna do dente: a dentina. Infelizmente, o desconforto é comum e acomete cerca de 32% dos brasileiros

Se você também sofre com esse problema, saiba que não precisa ficar sem fazer o clareamento dental. Via de regra, o tratamento não é indicado apenas para pacientes com hipersensibilidade aguda — a minoria dos casos.

Para os demais, é possível fazer o tratamento a laser ou em casa. Entretanto, o acompanhamento de um profissional qualificado é ainda mais importante nesses casos.

Durante a consulta, o dentista avaliará o quadro de sensibilidade e indicará a melhor alternativa. Lembrando que é possível sentir um aumento da sensibilidade, mas o problema é transitório.

Além disso, já existem recursos e produtos que amenizam esse desconforto durante o tratamento. É o caso do gel regenerador diário, que pode até eliminar totalmente o incômodo.

16. Quais são os principais mitos sobre o clareamento dental?

Depois de tudo o que você leu sobre o clareamento dental, ficou fácil entender como o procedimento pode mudar sua vida, não é mesmo? Investir em um sorriso bonito aumenta sua autoestima, motivação e felicidade.

Ainda assim, existem alguns mitos sobre o procedimento que impedem muitas pessoas de realizarem esse sonho. Por isso, a seguir você confere as informações inverídicas sobre o assunto!  

O clareamento danifica os dentes

A ideia de que o clareamento danifica os dentes é um grande mito. Como mencionamos, o procedimento é seguro, graças aos diversos estudos e tecnologias envolvidas.

Ainda que os dentes fiquem sensibilizados por um período, eles não são danificados ou enfraquecidos. Em poucos dias, o paciente supera esse incômodo e pode desfrutar de todos os seus benefícios.  

Os cremes dentais clareadores substituem o procedimento

Nas prateleiras dos supermercados, é possível encontrar diversos cremes dentais que prometem um clareamento rápido e eficiente. No entanto, isso é um mito!

A fórmula desses produtos tem uma quantidade muito pequena de agentes clareadores. Exatamente por isso, não substituem o procedimento realizado pelo dentista.

Na verdade, esses cremes dentais são mais abrasivos que os demais e, com isso, conseguem eliminar manchas superficiais. Mas fica o alerta: se forem usados por muito tempo e diariamente, eles podem danificar o esmalte dentário. 

O mesmo acontece com os cremes dentais com carvão ativado. Apesar do apelo comercial, a verdade é que eles não têm propriedades clareadoras e ainda são abrasivos — por isso, podem causar sensibilidade e recuo de gengiva.

O clareamento caseiro com bicarbonato de sódio é eficiente

Você já viu alguma receita caseira para clareamento dental? É preciso tomar muito cuidado com essas orientações, pois podem colocar sua saúde bucal em risco.

A aplicação de bicarbonato de sódio, in natura, sobre os dentes de gengiva é um erro. Em muitos casos, o paciente sofre com lesões sérias, como queimaduras e aumento da sensibilidade.

O clareamento é uma indicação meramente estética

Apesar de ter a principal função de deixar os dentes mais brancos e bonitos, o clareamento dental pode ser indicado em diversas situações. Por isso, a indicação nem sempre é puramente estética.

Um bom exemplo é na colocação de coroa com pino de metal. Nesse caso, o procedimento é capaz de reduzir a diferença na luminosidade e ajuda a disfarçar a presença dos substratos escuros e da zircônia. 

17. Clareamento a laser na Realize Sorrisos: o que você precisa saber?

Se você sonha com dentes mais brancos, iguais aos das propagandas de creme dental, precisa conhecer o clareamento a laser da Realize Sorrisos

O método utiliza um gel clareador muito potente que é ativado pelo laser. Assim, os resultados são mais rápidos e visíveis. Além disso, para que você conquiste o sorriso perfeito e sem dor, nossa equipe toma todos os cuidados necessários.

Mas não é só isso! Nossos pacientes desfrutam de uma estrutura diferenciada, profissionais qualificados, preços acessíveis e atendimento humanizado. Isso porque, nossa missão é levar uma odontologia de qualidade a mais pessoas.Agora que você já sabe de tudo isso, que tal conhecer melhor a Realize Sorrisos? Somos uma clínica odontológica especializada de Ceilândia e estamos prontos para atendê-lo!

Contenção fixa: entenda o seu funcionamento e por quanto tempo usá-la

Quer ter aquele sorriso bonito e cativante? O Clareamento Dental é o procedimento que você estava procurando!  Nos últimos anos, com a chegada de novas técnicas e a expansão das clínicas odontológicas pelo país, a procura por esse tipo de tratamento cresceu muito. Celebridades, influenciadores digitais e até mesmo anônimos: agora, qualquer pessoa pode ter …

Dente encavalado: conheça as causas, consequências e o tratamento

Quer ter aquele sorriso bonito e cativante? O Clareamento Dental é o procedimento que você estava procurando!  Nos últimos anos, com a chegada de novas técnicas e a expansão das clínicas odontológicas pelo país, a procura por esse tipo de tratamento cresceu muito. Celebridades, influenciadores digitais e até mesmo anônimos: agora, qualquer pessoa pode ter …