implante dentário

Implante Dentário: o que você não pode deixar de saber sobre esse procedimento

O sorriso funciona como um cartão postal, por isso muitas pessoas estão em busca de dentista em Ceilândia para tratar da saúde e estética bucal. O Implante Dentário é um campeão dos consultórios, mas há muitas dúvidas sobre ele.

Se você perdeu um ou vários dentes, é possível que esteja chateado e incomodado com essa situação. A boa notícia é que o problema tem solução e você poderá voltar a sorrir com naturalidade e alegria.

Mas, o primeiro passo é se informar. Por isso, preparamos este conteúdo com tudo o que você precisa saber antes de fazer um implante de dente. Acompanhe!

O que é Implante Dentário?

O Implante Dentário é um tratamento odontológico considerado simples, mas que tem efeitos expressivos na vida de uma pessoa. Seu objetivo é recuperar integralmente um dente perdido, garantindo que arcada dentária fique completa e cumpra sua função.

De maneira resumida, ele se baseia na colocação de um pino de titânio, bem parecido com um parafuso, para substituir a raiz do dente faltante. Aliás, esse material é extremamente eficiente e não gera qualquer reação alérgica no paciente.

Após a colocação do pino, um dente artificial é inserido na boca, devolvendo a harmonia e funcionalidade à arcada dentária de forma definitiva. Ou seja, não há a necessidade de repetir o processo ao longo da vida.

Atualmente, é possível encontrar implantes de vários tamanhos e espessuras no mercado. A tecnologia tem evoluído bastante e isso garante que pacientes com diferentes necessidades sejam atendidos. 

Como é o processo de Implante Dentário?

Como é o processo de Implante Dentário

Agora que você já conhece o procedimento, pode estar se perguntando: afinal, como é feito um Implante Dentário? Apesar de ser considerado simples pelos dentistas, o processo requer cuidados e muito conhecimento e experiência.

Em primeiro lugar, o pino de titânio pode ser fixado na parte superior ou inferior da boca. Assim, independentemente da localização do dente perdido, é possível restaurar o seu sorriso e voltar a ter uma vida normal.

Para substituir um dente superior, o dispositivo é fixado no osso maxilar. Por outro lado, quando o dente a ser substituído se encontra na arcada inferior, ele é inserido na própria mandíbula. 

Em alguns casos, além de perder o dente, o osso do paciente também sofre danos. Quando isso acontece, é preciso realizar um enxerto antes de colocar o pino. Isso pode ser feito com ossos do próprio paciente ou com outro material biológico — que, também, não gera danos à sua saúde.

O procedimento na prática

A primeira etapa de um Implante Dentário é a avaliação criteriosa de um dentista qualificado. É muito importante pesquisar a reputação do profissional escolhido, uma vez que a sua saúde bucal é um bem muito valioso.

Após a consulta e todos os exames necessários, o tratamento é iniciado. Durante o procedimento, o dentista fará a instalação do cilindro de titânio no tecido ósseo. Finalizada essa etapa, é hora de rosquear o novo dente e a prótese dentária pode ser fixa ou móvel. 

Lembrando que, como o dispositivo foi integrado ao osso, o paciente recupera todas as funções do dente perdido. Ou seja, além da parte estética, sua mastigação, deglutição e fala são restabelecidas.

Implante dentário dói?

Implante dentário dói

“Doutor, implante dentário dói?”. Não é raro recebermos pacientes que sonham com um sorriso bonito, mas que têm medo de um possível desconforto provocado pelo procedimento.

Por muito tempo, as pessoas evitavam ir ao dentista por medo da dor. Mas, graças à tecnologia e ao avanço das técnicas, dos produtos utilizados e da própria formação desses profissionais, isso vem mudando.

Por isso, se você tem receio de se submeter a cirurgia de implante dentário, saiba que o procedimento é seguro e não dói. Isso porque, há a aplicação de anestesia para garantir que o paciente não sinta nada.

Obviamente, se você for muito sensível à dor, poderá se incomodar com a picada da anestesia. Porém, mesmo nesses casos, é possível administrar uma pomada anestésica, que adormece o local e elimina o desconforto. 

Sendo assim, não há motivos para adiar o tratamento. Atualmente, você consegue passar por essa cirurgia sem sofrimento e ter de volta um sorriso bonito e completo.

O que dói mais extração ou implante?

Você já precisou extrair um dente? Seja na infância ou na vida adulta, muitas pessoas já precisaram recorrer a esse procedimento. Apesar de simples, alguns reclamam do desconforto gerado.

É aí que surge a dúvida: será que tirar um dente dói mais ou menos que a realização de um implante? Esse é um parâmetro interessante, que te ajudará a entender que não há por que ter medo dessa cirurgia.

Em geral, a colocação do pino não é complexa e costuma ser feita dentro do próprio consultório odontológico. O corte é pequeno e, como já mencionamos, há o uso de anestesia local. 

Sabendo disso, podemos dizer que, em comparação à extração dentária, o implante é um tratamento muito mais simples e menos dolorido

Os motivos são bem claros: como a maior parte da cirurgia envolve a manipulação de tecidos ósseos, os nervos e articulações são poupados. Com isso, temos um procedimento quase indolor.

Cirurgia de implante dentário

Cirurgia de implante dentário

Se você chegou até aqui, é sinal de que pensa em fazer uma cirurgia de implante dentário. Aliás, você não está sozinho! Segundo pesquisa do IBGE, cerca de 8 milhões de brasileiros, com idade acima de 30 anos, têm próteses dentárias.

E o mais alarmante: no Brasil, a cada quatro idosos, três não têm nenhum dente na boca. De fato, essa é uma triste realidade, que tem laços estreitos com o fato de que mais de 11% da nossa população nunca foi ao dentista.

Felizmente, isso está mudando e já é possível percebermos uma popularização do acesso aos tratamentos odontológicos, como o do Implante Dentário. Mais do que isso, nossa taxa de dentistas por habitante está acima do recomendado pela ONU.

Portanto, estamos diante de um cenário favorável à realização dessa cirurgia. Quando conduzida por um bom profissional, o paciente recupera muito mais do que um dente, mas a vontade de sorrir e de ser feliz. Lembrando que o procedimento é dividido em duas etapas:

  • colocação da peça de titânio;
  • colocação do novo dente.

Após a inserção do pino na boca, que passa a fazer a função da raiz do dente, é preciso aguardar a cicatrização. Depois desse período, o paciente retorna ao consultório para que um novo dente seja encaixado.

Enfim, trata-se de um procedimento simples, mas com muitos efeitos positivos na vida de quem perdeu um ou vários dentes. Se você se encaixa nessa situação, não deixe de conversar com um profissional de sua confiança.

Quanto tempo dura um implante dentário?

Preocupado com o tempo de duração do implante dentário? De fato, muitas pessoas trazem essa dúvida ao consultório, mas a verdade é que, na maioria dos casos, o procedimento não é muito longo.

Na prática, isso varia conforme o paciente e as especificidades de cada caso. Afinal, diversos fatores podem influenciar na duração do tratamento, como:

  • tipo de implante;
  • condições do osso no qual o implante será fixado;
  • cicatrização do organismo;
  • cuidados no pós-operatório.

Nos casos mais simples, todo o processo — da avaliação inicial à colocação do novo dente —costuma durar em torno de 6 meses. Porém, em alguns pacientes, com casos mais complexos e necessidade da realização do enxerto ósseo, o tratamento pode durar até 2 anos.

Não há como falar em uma previsão sem a análise do dentista. Por isso é tão importante escolher com atenção o profissional que o acompanhará e, claro, seguir todas as orientações para que tudo saia conforme o planejado.

Ainda assim, é interessante destacar que, qualquer que seja o tempo necessário para a conclusão do implante, os benefícios são expressivos.

Muito mais do que recuperar a estética do sorriso, é possível mastigar e falar melhor e solucionar problemas na ATM (Articulação Temporomandibular). Portanto, essa é uma espera que vale a pena!

Implante Dentário de um ou vários dentes

Implante Dentário de um ou vários dentes

Como já destacamos, a perda de dentes é um problema muito comum no Brasil. Entre os idosos, há um número expressivo de pessoas que não têm nenhum dente na boca e convivem com as consequências negativas desse quadro.

A situação é desencadeada pela falta de assistência odontológica ao longo da vida. Por muitos anos, ir ao dentista e cuidar da saúde bucal não para todo mundo. Felizmente, isso mudou e, hoje, há profissionais qualificados por todo o país.

Além disso, o próprio avanço da tecnologia e da odontologia contribuíram para que os valores dos tratamentos se tornassem mais acessíveis. Com isso, não há motivos para sofrer com uma dor de dente ou realizar uma extração desnecessária.

A solução para a perda de dentes

Prevenir é sempre a melhor opção, mas há solução para você que já perdeu um ou vários dentes. O Implante Dentário pode te ajudar, independentemente da quantidade de novos dentes de que você precisa.

Em resumo, é possível colocar um, dois, cinco e até substituir toda a dentadura. Para isso, tudo o que você procura é procurar um profissional e se planejar para a realização dos exames e demais etapas do tratamento. Saiba mais!

Implante Unitário

Os pacientes que perderam apenas um dente ou quando os dentes faltantes são separados podem se submeter a um implante dentário unitário. Assim, após a finalização de todo o tratamento, uma coroa é fixada sobre o implante unitário.

Lembrando que coroa é o nome dado ao novo dente. Ela é feita de um material resistente (cerâmica ou resina) e que se assemelha aos demais dentes, deixando o sorriso natural e bonito.

Implante de arcada completa (Protocolo de Implante)

Em casos mais extremos, há a possibilidade de implantar uma arcada dentária completa. O procedimento é indicado para quem sofreu com a perda de muitos dentes e deseja recuperar a mobilidade e naturalidade ao sorrir.

Além disso, o dentista pode optar por colocar uma prótese sobre o implante. Mas tudo depende da situação do paciente e de uma avaliação personalizada para definir qual a melhor alternativa. 

Implante X prótese dentária

Implante X prótese dentária

Você sabe qual a diferença entre um implante e uma prótese dentária? Apesar de serem procedimentos executados com a finalidade de corrigir a falta de um dente, eles não são iguais.

O principal ponto de divergência é o fato de que a prótese substitui apenas a parte visível do dente, chamada de coroa. Já o implante é mais amplo e substituiu, inclusive, a raiz do dente perdido.

É comum a combinação do uso de prótese e implante. Na técnica conhecida como overdenture, por exemplo, uma prótese removível é colocada sobre uma base que foi implantada.

Em geral, somente o dentista pode indicar a melhor opção de tratamento. Isso porque, todos têm seus pontos fortes, desvantagens e requisitos. Sendo assim, de maneira resumida:

  • Prótese Dentária — estrutura artificial que substitui um dente perdido;
  • Implante Dentário — estrutura artificial que substitui um ou mais dentes perdidos, desde a sua raiz.

Lembrando que é possível compensar a perda dentária por meio de uma ponte (prótese fixa). Porém, é necessário que existam dentes naturais ao redor para garantir uma fixação adequada e segura.

Qual é melhor?

Afinal, qual dessas opções é a melhor? Se você ficou com essa dúvida, é sempre bom reforçar que não existe uma resposta pronta e única para todos os casos. Tudo depende de muitas análises.

Mas, avaliando a situação, podemos dizer que o Implante tem algumas vantagens em relação às próteses. Veja:

  • preserva mais o osso e reduz a reabsorção;
  • evita que os dentes ao redor sofram com desgastes;
  • reduz a pressão sobre os demais dentes e estruturas orais.

Obviamente, nem tudo são flores. Existem alguns pontos negativos no Implante e você precisa conhecê-los para, juntamente com o seu dentista, chegar a uma solução adequada:

  • o implante costuma ser mais caro;
  • por ser um procedimento cirúrgico, tem um período de cicatrização um pouco maior;

Quais são os exames necessários para fazer um Implante Dentário?

Quais são os exames necessários para fazer um Implante Dentário

Se você está pensando em realizar um Implante Dentário, precisa saber que o seu dentista pedirá alguns exames. Essa é a única forma segura de conhecer a situação da sua arcada dentária e indicar um tratamento personalizado.

Confira, a seguir, quais são esses exames e como eles favorecem um diagnóstico adequado!

Raio-X panorâmico

O Raio-X panorâmico é um exame muito importante, pois ajuda o dentista a avaliar a arcada dentária do paciente. Por meio dele, é possível visualizar a altura e o volume ósseo, além de verificar se existem infecções no local em que o dente será implantado.

Tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada é mais um exame indispensável para o sucesso do Implante Dentário. Com ele, é possível avaliar de forma completa o volume ósseo e identificar a necessidade de realização de enxertos

Exames de saúde 

Além dos exames mencionados, é possível que o dentista solicite alguns exames de saúde a fim de verificar se há algum risco para o paciente durante a cirurgia. Afinal, assim como em todo procedimento cirúrgico, é preciso prezar pela sua segurança.

Pós-operatório de Implante Dentário

Pós-operatório de Implante Dentário

Existem muitos mitos sobre o pós-operatório de Implante Dentário. O problema é que muitas pessoas deixam de fazer o procedimento por falta de informação ou por acreditarem em algo que ouviram dizer.

Para acabar com as suas dúvidas, reunimos os cuidados necessários para que você tenha uma boa cicatrização e se recupere o mais rápido possível. 

Lembrando que seguir as orientações do seu dentista é fundamental. Ele conhece o seu caso e saberá indicar o melhor protocolo para garantir o sucesso da cirurgia. Confira!

Aplicação de gelo

Uma prática simples e muito eficaz no pós-cirúrgico é a aplicação de gelo na parte externa da boca. Uma compressa gelada ajuda a diminuir o inchaço e a dor, já que contrai os vasos sanguíneos e adormece o local.

Alimentação no pós-cirúrgico

Como deve ser a alimentação depois de um Implante Dentário? Ao contrário do que muitos pensam, não há muitos segredos nesse sentido. Na verdade, a ideia é evitar que o local sofra com impactos ou danos, ficando o mais intacto possível.

Sendo assim, o ideal é evitar alimentos duros, crocantes, quentes e ácidos. Nas primeiras 48 horas, prefira uma alimentação mais gelada e líquida ou pastosa — sucos naturais, açaí e até sorvete são bons exemplos.

Mastigação no pós-cirúrgico

Mastigação no pós-cirúrgico

A mastigação no pós-cirúrgico de um implante dentário deve ser cuidadosa. Isso porque, movimentos bruscos e o próprio contato dos alimentos com o local podem causar lesões e prejudicar a cicatrização.

Sendo assim, evite se alimentar com pressa e não posicione os alimentos no local da cirurgia. Com isso, você evita desconfortos e garante um processo de cicatrização mais rápido e eficiente. 

Exposição ao sol

Você sabe por que é preciso evitar a exposição ao sol no pós-cirúrgico? A resposta é muito simples e tem íntima relação com a cicatrização da ferida. 

Em geral, o sol e o calor podem dilatar vasos sanguíneos e retardar o processo de recuperação do organismo. Em alguns casos, a imprudência causa hemorragias e sangramentos na boca e no nariz. 

Higienização bucal adequada

Não é porque você passou por um procedimento cirúrgico na boca que deve se descuidar da escovação. Pelo contrário, é fundamental que a higienização seja mantida e feita com mais cuidado e empenho.

Obviamente, é preciso tomar cuidado com as cerdas da escova de dentes. Elas não devem atingir o local do procedimento, pois podem causar lesões.

Medicação prescrita pelo dentista

Após a cirurgia, seu dentista o orientará a tomar alguns remédios, como antibióticos e anti-inflamatórios. É extremamente importante que você siga à risca a prescrição, pois isso evita dores e acelera a recuperação do organismo. 

Acompanhamento periódico

Por fim, o paciente deve fazer um acompanhamento periódico no pós-cirúrgico. Normalmente, é preciso retornar ao dentista uma semana após o procedimento. Nessa consulta, ele examina a ferida e observa se está tudo evoluindo bem.

Mesmo após a total cicatrização, é importante manter as consultas de rotina com o seu dentista. Essa é a maneira mais eficaz de garantir uma boa saúde bucal e ter um sorriso bonito.

Como fica a gengiva depois do implante?

Como fica a gengiva depois do implante

Quando um Implante Dentário é realizado e tudo flui como o esperado, a gengiva não sofre qualquer alteração. Na prática, não é possível visualizar o pino e o resultado é um sorriso natural, com a saúde preservada.

Porém, em alguns casos, é possível que ocorra um problema conhecido como retração gengival. Você já ouviu falar? Em geral, o quadro é indolor e demora algum tempo para ser percebido. Entenda melhor!

A retração gengival e suas causas

As gengivas retraídas em Implantes Dentários é um quadro que leva à exposição do metal do pino de titânio e prejudica a estética do sorriso. Mas essa não é a única consequência, já que o paciente tem dificuldades de higienização e pode sofrer com mau hálito e até sangramentos.

E por que isso acontece? O principal causador do problema é uma infecção conhecida como peri-implantite. O curioso é que ela pode ser evitada com uma escovação e higienização adequada — daí a importância de o paciente redobrar a atenção com a escovação.

Essa infeção, quando não tratada de forma adequada, pode evoluir e causar a reabsorção do osso em que o implante foi feito. Com isso, há a retração gengival e a exposição do pino.

Além disso, a instalação incorreta do dispositivo, em um local sem suporte ósseo suficiente ou a realização de um enxerto ineficiente podem desencadear o problema que tem efeitos muito maiores do que o dano estético.

O problema tem tratamento!

É importante dizer que a retração gengival nesses casos pode ser tratada. O primeiro passo é procurar um dentista para que ele avalie a situação e identifique o que está desencadeando o problema.

Após a remoção das bactérias, o paciente deve intensificar a limpeza dos dentes para prosseguir com o tratamento. A solução definitiva pode ser a realização de enxerto de gengiva e osso para cobrir a parte que está sendo exposta.

Vale dizer que, em casos mais graves, é realizada a retirada do Implante Dentário, como medida preventiva. Para evitar o agravamento do quadro, um novo procedimento deve ser realizado.

Quantos dias de repouso após cirurgia de Implante?

Quantos dias de repouso após cirurgia de Implante

Não podemos nos esquecer que o Implante Dentário é uma cirurgia. Com isso, é necessário que o paciente seja cuidadoso no pós-operatório e guarde repouso pelo período indicado pelo seu dentista.

A boa notícia é que a recuperação é rápida e, em poucos dias, é possível retornar às atividades normais. Em geral, o repouso varia de 2 a 5 dias, a depender da complexidade de cada caso e do progresso da cicatrização.

A recuperação total depende da completa cicatrização da gengiva e do osso. Por esse motivo, também costuma variar, sendo mais longa para cirurgias maiores — com a colocação de vários dentes.

Sendo assim, é possível finalizar o processo em 3 semanas ou em até 6 meses. Aliás, nos casos em que é necessário a realização de enxerto ósseo, o prazo pode ser um pouco maior — até 8 meses.

É normal sentir dor após um Implante Dentário?

Afinal, é normal sentir dor depois de realizar um Implante Dentário? Essa é uma dúvida comum e a resposta é: depende! Sentir um leve desconforto é normal, já que estamos falando de uma cirurgia. Porém, a dor em excesso precisa ser investigada. 

Após o procedimento, o próprio dentista irá receitar alguns analgésicos para amenizar a dor. O normal é que o medicamento seja suficiente para aliviar o problema. Caso a dor esteja muito forte, é importante voltar ao consultório.

Esse efeito inesperado é um sinal de que há alguma inflamação na gengiva. E a principal causa é a falta de uma higienização correta que desencadeia o excesso de placa bacteriana no local.

Quais são os riscos de um Implante Dentário?

Quais são os riscos de um Implante Dentário

Quando falamos em riscos de um Implante Dentário, é preciso ter em mente que a escolha de um bom profissional reduz consideravelmente os problemas e complicações. Afinal, a experiência e o conhecimento fazem muita diferença.

Exatamente por isso, é importante que você tenha consciência dos principais riscos e saiba como ajudar o seu organismo no processo de cicatrização. Confira:

  • falha do procedimento;
  • lesões na boca;
  • infecções bucais;
  • perda óssea;
  • ruptura do implante;
  • sangramentos.

Falha do procedimento

Para que o implante seja um sucesso, é preciso que ele se integre ao osso. Porém, em alguns casos, isso não ocorre e há a falha do procedimento. Lembrando que o risco é maior quando não há estabilidade suficiente no osso em que o pino foi colocado. 

Lesões na boca

Durante a cirurgia, o paciente pode sofrer com algumas lesões na boca, principalmente quando o profissional não tem experiência e conhecimento suficiente para realizar o procedimento. A perfuração do maxilar e dos lábios são alguns exemplos desses riscos. 

Infecções bucais

Infecções bucais

As infecções são mais um risco da cirurgia de implante dentário. Elas podem ser locais, como um abscesso ou inflamação na sutura, mas podem evoluir se não forem devidamente tratadas.

Perda óssea

A perda óssea é uma complicação importante dessa cirurgia, capaz de gerar danos estéticos, dificultar a higienização e ainda reduzir a estabilidade do dente implantado.

Ruptura do implante

Em casos graves, é possível acontecer a ruptura do implante. Trata-se de uma complicação mais séria, mas pode ser solucionada com a remoção e substituição do pino — o que depende de avaliação do dentista.

Sangramentos

Os sangramentos são um efeito indesejado dessa cirurgia. Eles podem ser causados por lesões provocadas durante o procedimento ou até pela falta de cuidado do paciente ao escovar os dentes.

Quem não pode fazer Implante Dentário

Quem não pode fazer Implante Dentário

Como vimos, a cirurgia de implante dentário tem seus riscos, que podem ser grandes ou pequenos. Mas, com um bom acompanhamento e as orientações certas, é possível reduzir esses problemas e garantir o sucesso do procedimento.

Ainda assim, precisamos falar que existem contraindicações. Ou seja, algumas pessoas estão mais suscetíveis a complicações e, por isso, seus casos precisam se um pouco mais de atenção e avaliação, como:

  • pacientes com problemas que dificultem o processo de enxerto;
  • pacientes com mais tendência a ter cáries, infecções e doenças periodontais;
  • pacientes diabéticos ou problemas cardíacos.

É importante dizer que essas situações não são imutáveis. Somente o dentista, após avaliar todos os exames, pode dizer se a pessoa terá bons resultados ou não.

Em muitos casos, ao se identificar algum problema ou risco, é preciso realizar um tratamento inicial. Assim, depois de superado o obstáculo, o implante pode ser feito com toda a segurança necessária. 

Quem tem pressão alta pode fazer implante dentário 

Se você é hipertenso, saiba que não há impedimento para a realização do implante dentário. No entanto, é preciso escolher com atenção a equipe que conduzirá o procedimento e tomar todos os cuidados necessários.

Em resumo, contar com dentistas experientes e qualificados é o primeiro passo para voltar a sorrir com naturalidade e recuperar sua autoestima.

Implante Dentário valor

Implante Dentário valor

Quanto custa fazer um Implante Dentário no Brasil? A primeira coisa que você precisa saber é que o procedimento é acessível e pode ser parcelado. Além disso, não há como afirmar um custo, já que o tratamento é personalizado.

Cada paciente, a depender de suas necessidades, receberá um orçamento. Por isso, é indispensável marcar uma consulta e conversar com o seu dentista. Veja alguns fatores que influenciam no valor do implante:

  • material usado na coroa — porcelana ou resina; 
  • clínica odontológica escolhida;
  • experiência e qualificação do profissional;
  • complexidade da saúde bucal do paciente.

Clínica de implante dentário

Agora que você já sabe de tudo isso, pode estar se perguntando como escolher uma boa clínica de Implante Dentário. Sem dúvidas, essa é uma decisão importante e que influencia diretamente nos resultados alcançados.

O ideal é optar por empresas sérias e comprometidas com a qualidade do serviço prestado. Não confie sua saúde bucal a qualquer um e dê valor ao dentista que estudou e se preparou para realizar esse tipo de cirurgia.A Realize Sorrisos está localizada em Ceilândia e, além de uma equipe altamente capacitada, está pronta para te atender de forma personalizada e humana. Você tem acesso a uma infraestrutura de ponta e condições de pagamento acessíveis para recuperar a alegria de sorrir. Conheça melhor a nossa clínica e marque sua avaliação!

Dra. Denise Fontenelle

Extração de siso: aprenda tudo sobre a cirurgia do siso e seu pós-operatório

O sorriso funciona como um cartão postal, por isso muitas pessoas estão em busca de dentista em Ceilândia para tratar da saúde e estética bucal. O Implante Dentário é um campeão dos consultórios, mas há muitas dúvidas sobre ele. Se você perdeu um ou vários dentes, é possível que esteja chateado e incomodado com essa …

As principais dúvidas sobre o aparelho convencional

O sorriso funciona como um cartão postal, por isso muitas pessoas estão em busca de dentista em Ceilândia para tratar da saúde e estética bucal. O Implante Dentário é um campeão dos consultórios, mas há muitas dúvidas sobre ele. Se você perdeu um ou vários dentes, é possível que esteja chateado e incomodado com essa …